Conheça alguns dos equipamentos para PDV mais importantes para o seu estabelecimento.
Equipamentos para PDV: confira 9 itens importantes

Prestar um atendimento de excelência no varejo vai além de oferecer bons produtos a preços justos. Não é raro que muitos estabelecimentos, preocupados em potencializar as vendas, acabem negligenciando os equipamentos para PDV. Isso é um grave erro, pois a falta de uma estrutura adequada pode comprometer seriamente a experiência de compra dos clientes, e isso traz danos gravíssimos à reputação e aos resultados do supermercado.

Mesmo que o seu negócio não seja totalmente automatizado, existem alguns itens que são fundamentais, pois farão toda a diferença no seu atendimento. Pensando nisso, preparamos uma lista com 9 importantes equipamentos para PDV. Continue a leitura e confira quais são eles!

1 – Computador

Um bom computador é uma peça fundamental no PDV do supermercado. Para que ele possa se interligar com os periféricos, como balança, leitores de códigos de barras, teclado, entre outros, é necessário que tenha várias USBs e, ao menos, uma porta serial.

 O ideal é que o computador possua uma boa capacidade de memória e alta velocidade para que o atendimento seja otimizado.

2 – Gaveta de dinheiro

Quando é automática, a gaveta de dinheiro é um dos periféricos ligados ao computador do PDV. Ela pode tanto estar totalmente integrada ao sistema de gestão quanto ser independente. No último caso, a qualquer momento o operador de caixa pode acessá-la. O melhor formato dependerá da autonomia que o estabelecimento desejar conceder aos colaboradores

3 – Leitor de código de barras

A função do leitor de código de barras é identificar e registrar os produtos que passam pelo caixa. Isso agiliza o atendimento e melhora o processo de controle de estoques do supermercado.

4 – Balança de check out

A balança de check out é um item cada vez mais comum em estabelecimentos de varejo, como supermercados e minimercados. Uma grande vantagem da sua utilização é a agilidade do atendimento, já que não é preciso destinar funcionários especificamente para a pesagem dos itens a granel.

5 – Impressora de cupom fiscal

É esse equipamento que imprime as notas fiscais depois do pagamento no caixa. A impressora de cupom fiscal não precisa estar ligada à internet. Ela pode estar conectada a um computador que tenha o Programa Aplicativo Fiscal (mais conhecido como PAF-ECF), que é um programa do governo federal que serve para fiscalizar a arrecadação fiscal.

6 – Terminal de consulta

O terminal de consulta é aquele leitor ótico que serve para disponibilizar ao cliente a consulta ao preço das mercadorias. Esse item foi regulamentado pelo decreto federal 5.903/2006, que determina que esses equipamentos fiquem na área de vendas respeitando a distância máxima de 15 metros entre a leitora e os produtos.

7 – Teclado programável

Além das teclas comuns, o teclado programável possui algumas chaves em branco para que você possa configurar dados importantes para o seu negócio.

Por exemplo, você pode configurar determinada tecla para totalizar os pedidos que incluiu no sistema. Dessa forma, não é necessário pressionar o sinal de adição para totalizar o pedido, o que agiliza o processo. Alguns modelos mais sofisticados permitem, inclusive, integrar leitores de cartões ou biométricos, o que aumenta a segurança das operações.

8 – Antena antifurto

A antena antifurto funciona em conjunto com as etiquetas eletrônicas. Elas são colocadas no check out da loja, e servem para emitir um alerta sonoro caso algum produto passe pela porta de saída com a etiqueta eletrônica acoplada.

9 – Nobreak

Por fim (mas não menos importante!) não daria para deixarmos de fora da lista o nobreak.  É graças a esse equipamento que o PDV continua em funcionamento quando há falta de energia.

Além de fazer com que as operações continuem, mesmo quando falta luz, o nobreak garante a integridade dos outros equipamentos, pois minimiza o risco de danos no computador e periféricos que podem ocorrer com a queda repentina de energia.

O preço desse equipamento está diretamente relacionado ao prazo que suas baterias internas conseguem se manter. Normalmente, o mínimo aceitável é de 600 watts para cada PDV, com um mínimo de 15 minutos de duração. Por isso, é importante avaliar caso a caso essa capacidade junto ao fornecedor e considerar a quantidade de periféricos utilizados.

Esperamos que nossas dicas sobre equipamentos para PDV tenham ajudado você. Acompanhe nosso blog para mais conteúdos como este e clique no link abaixo para conhecer o portfólio e as soluções que a Visual Super pode oferecer para o seu supermercado!

 Loja – Visual Super

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *