tendências de compras em 2021 para supermercados
Conheça 5 tendências para os supermercados em 2021

Em 2020, os efeitos da pandemia aceleraram algumas mudanças no perfil dos consumidores.  Por isso, ficar de olho nas tendências para os supermercados em 2021 será fundamental para conquistar um bom diferencial junto à concorrência.

Quais as principais tendências para os supermercados em 2021?

Preparamos uma lista com 5 principais tendências que você deve observar para ter sucesso nas vendas neste ano. Vamos a elas!

1 – E-commerce

Sem dúvida, o isolamento social fortaleceu ainda mais o e-commerce. Mas, mesmo antes da pandemia, as vendas online já vinham crescendo no varejo, em especial por causa dos novos consumidores da geração Milleniun, mais familiarizados com a tecnologia.

Além disso, os recursos tecnológicos são de utilização cada vez mais fácil. Tudo isso aponta para que essa tendência permaneça, mesmo quando a economia voltar ao normal.

2 – Venda por aplicativo próprio

Outra tendência forte para os supermercados em 2021 são as vendas por aplicativos próprios. Esse formato tem crescido entre os consumidores de todas as faixas etárias.

Com os aplicativos, você pode oferecer diversas vantagens e facilidades para os seus clientes, como delivery e serviços no formato “compre e retire”, por exemplo.

Uma das grandes vantagens em desenvolver um aplicativo próprio é poder ter as informações dos clientes. Quando são utilizados marketplaces, como o iFood ou o Rappi, por exemplo, os dados dos consumidores ficam armazenados nessas plataformas. Já se o supermercado possui um aplicativo próprio, poderá criar um banco de dados com essas informações e utilizá-las em suas estratégias de marketing, como promoções e campanhas de fidelidade.

Outro bom motivo para desenvolver um aplicativo é deixar de pagar as taxas cobradas pelos marketplaces. Isso reduzirá os seus custos, o que será positivo para o fluxo de caixa do seu supermercado.

3 – Mercado de alimentos saudáveis

Além do e-commerce, o mercado de alimentação saudável foi outro setor impulsionado pela pandemia da Covid-19. Cada vez mais os consumidores têm dado importância à saúde, e cultivar bons hábitos alimentares é uma das formas mais eficazes de manter a imunidade alta.

Dessa forma, é importante oferecer uma boa variedade de produtos orgânicos frescos e de qualidade. Uma maneira eficiente de conseguir isso é investir em parcerias com produtores locais, para que seu estabelecimento esteja sempre abastecido e com produtos diversificados.

4 – Marketing sensorial

Como o próprio nome sugere, essa estratégia busca proporcionar as melhores experiências aos clientes por meio da exploração dos sentidos.

Pense no efeito do aroma do pão quentinho que a padaria do seu supermercado acabou de tirar do forno ou das frutas e verduras frescas e bonitas do seu hortifrúti. Para ajudar nessa experiência, você pode contar com empresas especializadas em aromatizadores de ambientes. Borrifar essas essências delicadamente todos os dias no seu hortifruti aguça os sentidos dos consumidores, e isso certamente criará boas oportunidades de vendas.

Investir em playlists personalizadas (ou rádios internas) é outra estratégia de marketing sensorial que já virou tendência. Uma boa seleção musical faz com que, inconscientemente, o cliente não tenha pressa de deixar o supermercado. Essa é uma excelente forma de incentivar as compras por impulso. Junte isso a um layout acolhedor e um atendimento de qualidade, e você tem um cliente fidelizado!

5 – Omnichannel

A estratégia omnichannel é cada vez mais utilizada pelo varejo. Ela representa a integração de todos os canais de consumo, como e-commerce, lojas físicas, catálogos, entre outros.

Atualmente, o consumidor compra produtos e serviços nos mais diversos ambientes. É muito comum que o cliente ouça a propaganda de um produto na rádio, faça a compra no e-commerce e retire na loja física, por exemplo. Essa é a experiência integrada, ou seja, o consumidor não percebe que passou de um canal para outro até efetivar a compra.

Ao integrar todos esses canais, é possível oferecer ao cliente uma experiência de compra com menos barreiras e bem mais completa, pois ele pode escolher como fazer as suas compras. No entanto, para que atenda às necessidades do consumidor, os sistemas de estoques do varejo e dos seus fornecedores precisam estar bem integrados. Somente dessa forma haverá velocidade no compartilhamento das informações, e a estratégia omnichannel será bem-sucedida.

Essas foram algumas dicas sobre tendências para os supermercados em 2021. Acesse mais conteúdos semelhantes aqui no blog e confira nosso portfólio no site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *