economizar dinheiro e evitar perdas no supermercado
6 dicas para evitar perdas no supermercado

Diversas situações podem levar a perdas no supermercado. No entanto, quando há um planejamento adequado, elas podem ser identificadas rapidamente e, dessa forma, é possível evitá-las antes que causem prejuízos.

Pensando nisso, trouxemos algumas dicas que ajudarão a evitar perdas para que o seu supermercado cresça. Fique conosco, e boa leitura!

Como evitar perdas no supermercado?

Antes de mais nada, vamos entender como essas perdas ocorrem no supermercado.

Elas podem ser ou não identificadas. As perdas identificadas são aquelas que ocorrem por falhas de manuseio, como produtos ou embalagens quebradas, por exemplo. A deterioração de itens perecíveis, como hortifrútis, também entra nessa categoria.

Quanto às perdas não identificadas, a situação mais emblemática são os furtos. O consumo de mercadorias dentro do estabelecimento sem que isso seja registrado, e a troca de etiquetas de preços entre os itens também são exemplos frequentes desse tipo de perda.

Agora, vamos às dicas!

1 – Realize inventários periódicos

Quando você tem o hábito de fazer a contagem periódica dos itens do seu estoque, é mais fácil ter controle sobre eventuais perdas. Por meio do inventário, você consegue saber se o volume dos estoques está adequado, quais foram os produtos vendidos e se há itens perdidos. Assim, é possível detectar prejuízos antes que eles comprometam de forma mais grave o seu resultado.

2 – Tenha uma boa gestão de estoques

A falta de um controle de estoques pode ocasionar prejuízos ao supermercado. Além de contribuir para as perdas, faz com que você corra o risco de comprar produtos inadequados ou em quantidade diferente do que realmente precisa.

Se o volume de mercadorias adquirido é maior do que o necessário, você estará sacrificando seu capital de giro, e isso prejudicará o seu fluxo de caixa. Por outro lado, se você comprar produtos a menos, correrá o risco de ter gôndolas vazias e causar o descontentamento dos clientes que procurarem pelos itens faltantes.

Para que os seus produtos não fiquem expostos a falhas humanas, uma boa alternativa é automatizar a gestão de estoques por meio de softwares.

3 – Invista em um sistema de segurança

Independentemente do tamanho do seu supermercado, é importante que você tenha algum sistema de segurança. Nesse sentido, as câmeras de monitoramento são um dos recursos mais conhecidos e utilizados no comércio varejista. Utilizar essas câmeras espalhadas pela loja inibe pequenos furtos e facilita a visualização de situações potencialmente perigosas.

Porém, mesmo que esses equipamentos estejam bem distribuídos no estabelecimento, é importante que você comunique que eles existem. Cartazes na entrada do supermercado e em pontos de boa visibilidade avisando sobre as câmeras também desestimulam furtos.

4 – Treine seus funcionários

Realizar treinamentos e criar uma cultura de conscientização sobre as perdas faz com que a equipe se engaje nesse propósito. É importante que os funcionários tenham noção de todos os procedimentos necessários para evitar perdas, como manipulação correta dos produtos, checagem da validade dos itens das gôndolas e estoques, entre outros.

5 – Preste atenção nos códigos de barras

No registro de entrada das mercadorias no estoque, não é raro acontecerem trocas de códigos de barras. Essas divergências também podem ocasionar perdas no momento em que é dada baixa de um produto mais caro com o código de um mais barato.

Por isso, o caixa deve ter o costume de checar se a descrição da mercadoria no sistema confere com a que está sendo vendida para o cliente. Se houver divergências, ele deve comunicar imediatamente o responsável pelos estoques para que haja correção dos registros.

6 – Estabeleça controles para o consumo interno

Se o seu supermercado tem uma padaria ou vende comidas prontas, provavelmente você utiliza os produtos que tem no estoque para produzir os pães e as refeições, certo? O mesmo ocorre com a faxina da loja, feita no final do expediente com os produtos de limpeza que você tem à venda.

Se essa movimentação não for registrada pelos funcionários, você terá problemas com o controle de custos do seu estoque e, certamente, sofrerá perdas. Por isso, é importante criar o hábito de registrar todos os produtos utilizados nos processos intermediários do supermercado.

Gostaria de mais dicas sobre estoques ou sobre outros assuntos? Veja aqui no blog mais conteúdos semelhantes e acesse o site para conhecer o portfólio completo da Visual Super!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *